Depois das andanças por Salta e arredores, chegou a hora de partir pro Chile. O caminho escolhido foi o Paso de Jama, caminho pavimentado de maior altitude entre os 2 países. No ponto mais alto, chega a 4.839 metros sobre o nível do mar.

Cedinho, partimos de Salta para San Salvador de Jujuy, a capital da província de Jujuy, no noroeste argentino. A cidade tem 250 mil habitantes e está situada próximo à porção sul do cânion da Quebrada de Humahuaca, que acompanha a Ruta 9 ao norte.

Ficamos umas 2 horinhas girando pelo centro e visitando os palácios e a catedral. O interior dela é bem interessante...

De lá, seguimos então a Ruta 9 rumo ao norte, até a Quebrada de Humahuaca e a pequena vila de Purmamarca (purma=deserto, marca=cidade, na língua aimará), a 65km de Jujuy.

O entorno da vila é belíssimo, com o Cerro de Las Siete Colores (cada cor vem de um período geológico diferente, já que o cerro teve origem há 75 milhões de anos), o Rio Purmamarca e a beleza dos morros vermelhos do Paseo de los Colorados.

No povoado, uma feira artesanal funciona de forma permanente.

A partir de Purmamarca, começa a subida pra valer. E o primeiro passo é subir a Cuesta de Lipán:

Logo que termina a subida, o território novamente é da província de Salta, e já começa uma descida de serra em direção às Salinas Grandes. Não dá pra compará-las com o Salar de Uyuni, na Bolívia,. Mas a versão "mais modesta" não deixa de ser um lugar interessante e exótico.

A camada de sal de aproximadamente meio metro formada a partir de um lago que secou a milhares de anos forma uma área de cerca de 12.000km cortada pela Rota 52 que liga a Argentina ao Deserto de Atacama.

Logo a frente, o maior aperto da viagem: uma tempestade de areia e sal, pra cruzar o Salar Olaroz. A vista era essa:

A migração argentina, cruzada pelo Tiago com a camisa do Brasil (logo depois da vitória), sendo chamado de Kaká pelos guardas argentinos, foi no mínimo engraçada.

A partir daí...altiplano chileno.

- Mirá la elevación, boludo! 4.329 s.n.d.m.

Depois do altiplano e das lagunas, começa a descida até San Pedro de Atacama, com o Vulcão Licancabur, que marca a divisa chilena com a Bolívia, ao lado da estrada. Vistas de tirar o fôlego:

E eis que chegamos a San Pedro de Atacama, no dia 09/09/2009, dia de jogo das Eliminatórias da Copa, novamente, e dessa vez, Brasil x Chile. De novo, nós na casa do adversário.

Mas as andanças pelo Atacama são o assunto para o próximo post...

4 - Asunción - Paraguay

18 de setembro de 2009

Voltando do Chile, e após uma parada para dormir, em Salta, seguimos pela mesma estrada da ida, até chegar a Resistencia, capital da província do Chaco, na Argentina. De lá seguimos pro norte, em direção a Clorinda, na divisa com o...
Veja mais...

3 - Deserto do Atacama

17 de setembro de 2009

Depois da travessia do Paso de Jama, chegamos...ao meio do nada. San Pedro de Atacama, localizada na região de Antofagasta, no norte do Chile é um povoado a 2.400m de altitude e com cerca de 2.000 habitantes. San Pedro é o coração...
Veja mais...

1 - De Passo Fundo-RS a Salta-ARG

15 de setembro de 2009

Enquanto a próxima viagem não chega, vamos contando aqui um pouco das nossas andanças passadas. O roteiro sobre o qual vamos escrever dessa vez é mais curto, quase um bate-volta, que fizemos em 2009. Como eu (Tiago) só tinha...
Veja mais...

COPYRIGHT 2021 © Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Orange Tecnologia para Internet