Cartagena é um espetáculo!

Não poderia começar a escrever sobre Cartagena de outra forma. A cidade é, sem dúvida alguma, um espetáculo!

É muita história, é a cultura do povo em cada centímetro das ruas, é a preservação perfeita dos casarões, é a manutenção dos balcões repletos de "buganvílias", as tradicionais flores coloridas....enfim, parece um museu a céu aberto!

Voltamos encantados e extasiados com tanta beleza, porque se não bastasse a cidade em si, nas redondezas ainda tem as Ilhas do Rosário, o Parque Tayrona e mais adiante, San Andrés, que não tem como não se apaixonar. Cartagena fica pertinho disso tudo, então fica muito fácil de criar o roteiro perfeito nessa região.

Mas voltemos a Cartagena. A parte histórica, é cercada por uma muralha que dá ares medievais a cidade e que preserva hoje, 9 dos 11km originalmente erguidos no século 17 para proteger a cidade dos ataques de piratas.

Cartagena foi o mais importante porto do império espanhol. Por lá escoava todo o ouro extraído pelos incas, as esmeraldas colombianas e a prata das minas de Potosí na Bolívia.

A península tem também uma região mais moderna e luxuosa, seguindo a sudoeste, a partir da Av. Santander. Vai beira-mar por quase 3km, terminando em L nos bairros El Laguito, Bocagrande e Castillogrande. Ali fica a maior concentração de praias, marinas, hoteis de luxo, cassinos, restaurantes.... É o maior balneário da Colômbia.

Getsemaní é conhecido como o bairro dos mochileiros de Cartagena, é um lugar colorido, de ruas estreitas, casas floridas e ar boêmio. Fica entre a cidade histórica e Bocagrande, na parte mais moderna da cidade.

Andando pela orla, entre o centro histórico e o aeroporto está a praia de Marbella. Por ali vários hotéis podem ser encontrados, inclusive o que ficamos o Ibis Cartagena,  reservado através do Le Club.

O Centro Histórico ou Cidade Amuralhada fica na região onde está marcado o Hotel LM.

O Centro Histórico ou Cidade Amuralhada fica na região onde está marcado o Hotel LM.

Para se ter uma ideia do que estou falando, a cidade amuralhada foi considerada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco em 1984. Os casarões de cerca de 400 anos enchem os olhos de quem caminha pelas ruelas de pedra do centro histórico, e é legal prestar atenção nas "aldravas" (batedores) das portas gigantescas dos casarões, onde cada desenho significava a classe social ou a profissão dos moradores.

Existem muitas representações, mas quatro tipos são os principais ou mais comuns:

-Lagartos: o morador tinha ligações com a Família Real Espanhola;

-Leões: ligado aos militares;

-Cavalos Marinhos: comerciantes que traziam mercadorias por via marítima;

-Mãos: muitos dizem que representa a mão da Virgem de Fátima, então seriam ligados a religião.

Cartagena das Índias ou simplesmente Cartagena foi fundada em 1533 e é considerado o conjunto de fortificações mais completas da América do Sul.

Por ter sido o principal porto das Américas, por onde era escoado todo o ouro e esmeraldas, foi alvo de ataques piratas com frequência, por isso uma muralha foi construída ao redor da cidade, prevenindo esses ataques.

A cidade inspirou até o Nobel de Literatura, Gabriel García Marquez. A casa onde ele residia e o hotel (antigo convento - Sofitel Santa Clara) que serviu de inspiração ao escritor pode ser visitado e a sua história é contada com orgulho.

O clima em Cartagena é sempre quente, mantendo uma média de 30 graus o ano todo, mas a sensação térmica é de muito mais. O calor é intenso, úmido e permanece igual dia e noite sem muita trégua. Como fomos na época de chuvas, pegamos dias mais nublados. Também não chovia com muita frequência... e segundo o taxista a temperatura estava mais amena, embora a gente suasse em bicas... kkk

O Centro Histórico pode ser visitado todo a pé, ou através do grande número de carruagens que ficam circulando o tempo todo pelas ruelas. O passeio custa cerca de COP40.000, mas sempre tem um descontinho e o preço também depende do tamanho do percurso.

E você vai caminhar muito, mas muito mesmo, porque tem muita coisa para se apreciar e visitar, as ruas são repletas de artesanatos, vendedores das mais variadas coisas e em cada construção você vai entrar e se encantar.

DICA: Como estávamos hospedados fora do centro histórico usamos bastante o serviço de táxi. Vale lembrar que não funcionam com taxímetro, então, apesar de os preços serem em conta, é importante combinar o valor da corrida antecipadamente. Quando chegamos em Cartagena, por não ter ideia dos valores, acabamos pagando caro por uma corrida do aeroporto até o Hotel Ibis, pagamos COP20.000 enquanto o preço normal seria COP 10 a 12.000.

Caminhar se perdendo pelas ruelas, admirando os casarões do século XVII, XVIII, parar em cada lugar para ver os artesanatos expostos e as tradicionais e coloridas bolsas feitas a mão conhecidas como Wayüu, já são uma atração a parte.

A dica é você conhecer e entender um pouquinho da história de cada lugar, isso torna o passeio ainda mais interessante.

Além disso tudo, a cada esquina você vai encontrar um vendedor de frutas. As frutas são fresquinhas, variadas e muito saborosas. A mais tradicional é a manga verde com limão e sal. Provamos, gostamos e repetimos muita vezes.

As mulheres vestidas com roupas coloridas típicas e que carregam as frutas em uma espécie de cestinho ou bacia na cabeça são chamadas Palenqueras. Geralmente fazem questão de tirar fotos, mas é claro, ficam esperando pela gorjeta no final.

VAMOS A ALGUNS DOS LUGARES QUE VISITAMOS:

  • Catedral de Santa Catalina de Alejandría: Um ícone de Cartagena, esta igreja é composta por três alas divididas por colunas. Começou a ser construída no ano de 1577 e foi concluída 84 anos mais tarde. Está localizada próximo a Praça da Proclamação esquina do Parque de Bolívar. Se destaca pelo seu campanário de cúpula e fachada pintada de amarelo vivo, é uma atração turística popular onde acontecem missas diariamente. Os destaques da catedral incluem uma série de afrescos, um altar dourado do século 18 e um púlpito de mármore brilhante.
  • Plaza de Los Coches: famosas por suas carruagens.
  • Portal de Los Dulces: Em frente a Torre do Relógio, onde durante o dia são vendidos doces típicos
  • Las Bovedas: construção com arquitetura interessante, toda de arcos, que abriga várias lojinhas de roupas e artesanatos, legal para comprar souvenires...
  • Palácio da Inquisição: Nele pode-se encontrar os instrumentos de tortura usados na época da inquisição e a história toda dessa época.  (COP19.000 por pessoa)
  • Plaza San Pedro Claver: Se destaca a estátua que o artista Enrique Grau fez de San Pedro Claver (o missionário jesuíta que foi chamado "escravos dos escravos") e que contrasta com as obras vanguardistas feitas de sucata por Edgardo Carmona.
  • Igreja San Pedro Claver: um templo católico dedicado a São Pedro Claver, cujos restos se encontram em seu altar maior. São Pedro Claver foi um defensor dos oprimidos e lutou pela libertação dos escravos.
  • Plaza Santo Domingo e Templo Santo Domingo: a praça Santo Domingo é a mais movimentada e com muitas opções de restaurantes ao redor. Convento de Santo Domingo é a igreja mais antiga da cidade de Cartagena. Foi fundado em 1551 e em seu interior tem uma escultura em madeira que segundo a lenda foi talhada por um anjo no século XVII.
  • Plaza de San Diego: local de descanso com restaurantes ao redor, bem próximo ao hotel Sofitel.
  • Torre del Reloj: A torre do Relógio além de um símbolo, é a entrada principal da Cidade Amuralhada. E a noite recebe uma iluminação especial.
  • Plaza Bolívar: local bem arborizado onde as pessoas sentam para comer alguma coisa, ou para descansar.
  • Plaza de La Aduana: ou Praça da Alfândega, é a maior de Cartagena, originalmente funcionava como praça de armas, ao seu redor foram instalados escritórios administrativos durante a época da colônia. Neste lugar está a mansão onde morou o fundador de Cartagena, Pedro de Heredia, e uma estátua em homenagem a Cristóvão Colombo.

  • Loja de balas Swikar: pode-se acompanhar o processo de fabricação artesanal das balas e degustar essas delícias.
  • La Gorda Gertrudis: La Gorda Gertrudis é uma escultura criada por Fernando Botero. Foi trazida de Florença, Itália, no ano 2000, como uma doação do escultor antioquenho. A escultura de 650 quilos é famosa na cidade e tem duas partes notoriamente desgastadas devido ao mito que diz que todos os que tocam as nádegas da escultura terão boa sorte e, ao tocar os seios de Gertrudis, você assegura um longo romance com seu par. Acredita-se também que isso garanta seu retorno à cidade de Cartagena. La Gorda Gertrudis está localizada na Plaza de Santo Domingo.
  • Hotel Sofitel Santa Clara: O hotel é aberto a visitação. Em 1617 a construção abrigava um convento. Em 1948 começaram as obras para transformar o convento em hotel. Hoje o bar do hotel fica em cima da cripta onde as freiras eram enterradas. Durante as obras, foi encontrado um corpo pequenino com cabelos bem compridos que deveria ser de uma menina e não de uma religiosa. O fato atiçou a curiosidade do então repórter Gabriel Garcia Márquez que se inspirou nessa história para escrever o romance "Do amor e outros demônios". O escritor morou ao lado do hotel Santa Clara, onde a casa foi preservada e o local hoje é aberto a visitação. A família escolheu Cartagena para guardar as cinzas desse Nobel da Literatura. Em 2016 as cinzas chegaram ao Claustro de La Merced na Universidade de Cartagena que foi adaptada para receber um Centro Cultural dedicado a Márquez.
  • Café Del Mar: localizado sobre a muralha é, sem dúvida alguma, um excelente local para sentar ao final da tarde, descansar do dia de caminhada, beber ou comer alguma coisa e assistir ao por do sol que visto dalí é um espetáculo a parte.

FORA DA CIDADE AMURALHADA:

  • Centro de Convenções Cartagena das Indias: arquitetura interessante que pode ser avistada já próximo a saída da Torre do Relógio. Em frente a esse centro existem estátuas de pégasos (cavalos alados), na época em que fomos eles haviam sido retirados para manutenção.
  • Castelo San Felipe de Bajaras: é um dos fortes construídos pelos espanhóis para proteger a cidade. O castelo ocupa um morro inteiro e levou cerca de uma década para ser finalizado, em 1657. O passeio pode ser feito com acompanhamento de um guia (pago a parte) ou é possível simplesmente andar pela edificação e curtir a vista lá do alto. Nesse site (http://fortificacionescartagena.com/es/) tem mais informações com mapa do local, horários etc... o valor da entrada por pessoa é de COP 25.000 (cerca de R$30)

RESTAURANTES QUE CONHECEMOS:

  • Crepes & Waffles: (http://crepesywaffles.com.co) É uma rede de restaurantes que podem ser encontrados em toda Colômbia. Em Cartagena tem mais de um, o que mais gostamos foi o que fica próximo a Praça San Pedro Claver.
  • Restaurante Teryaki: comida oriental, muito saboroso e com atendentes super atenciosos. Nos levaram até a cozinha para nos mostrar e fazer provar o tradicional creme de côco, ingrediente principal da tradicionalíssima limonada de côco, nossa perdição nessa viagem. Em frente a Praça Don Juan, quase ao lado do restaurante Juan Del Mar.
  • Café del Mar: localizado na parte de cima da muralha.
  • Juan Del Mar: em frente a praça Don Juan e próximo ao Hotel Sofitel Santa Clara.

ALUGUEL DE CARRO:

Ainda em Cartagena optamos por alugar um carro que usaríamos para ir até Santa Marta e ao Parque Tayrona e também até Playa Blanca. Se for para ficar só na cidade de Cartagena, na nossa opinião, não vale a pena alugar um carro porque além de os táxis serem baratos, no centro histórico (que é onde se passa a maior parte do tempo) é muito difícil de estacionar e o trânsito é bem ruim pois as ruas são bem estreitas e os pedestres tomam conta.

DRM Car Rental, quem nos atendeu foi o Roberto Carmona. Serviço impecável e o Roberto foi muito atencioso e simpático. Fizemos através do Expedia e gostamos bastante do estabelecimento. Fica bem próximo ao aeroporto.

Pagamos cerca de R$ 100 a diária e mais a taxa de lavagem que cobram em toda Colômbia ao entregar o carro (R$ 20,00).

COISAS QUE ACABAMOS NÃO FAZENDO:

  • Monumento a Los Zapatos Viejos: escultura de sapatos em bronze em honra ao poeta Luis Carlos Lopez.
  • Vulcão Totumo: a cerca de 40km de Cartagena, onde pode-se tomar banho de lama na de uma cratera que parece a de um vulcão, subindo uma escadaria de cerca de 20 degraus.
  • Rumbas en Chiva: são passeios em ônibus especiais muito animados. Compra-se o passe que dá direito ao passeio por um roteiro pré definido pelas atrações da cidade, bebidas, um guia/animador e muita música.
  • Convento Santa Cruz de La Popa: no alto de um morro a 148m acima do nível do mar, pode ser avistado de vários locais da cidade, inclusive do Catillo de San Felipe de Bajaras.

DICA: como nem tudo é perfeito, Cartagena também tem a sua parte chata. É muito vendedor! Vendedores por todos os lados, te oferecendo um monte de coisas, desde passeios, comida, até chapéus (sombreros)...vão chegando perto e tacam o chapéu na tua cabeça...kkkk....então, tem que levar na boa e caprichar no "NO GRACIAS", porque você vai usar muuuuito! :)

É claro que esse detalhe não ofusca em nada o brilho e a grandeza da cidade...precisa dizer que voltaríamos mais mil vezes? kkk

Sobre as citações a Playa Blanca e Parque Tayrona...em breve um post pra cada uma :)

15 - Curaçao

26 de março de 2018

Curaçao Pra encerrar os relatos sobre nossas férias em 2017, outra das Antilhas Holandesas...a famosa CURAÇAO. Uma mescla de arquitetura colonial holandesa, cultura africana, com toques espanhóis e portugueses e...
Veja mais...

14 - Aruba

24 de março de 2018

ARUBA Uma ilha caribenha ao norte da Venezuela que usa o slogan de "Ilha Feliz", precisa dizer mais alguma coisa? Um lugar maravilhoso para tirar férias, com hotéis com vista para o mar, praias tranquilas quase...
Veja mais...

13 - San Andres

13 de março de 2018

SAN ANDRES Uma ilha paradisíaca a 1:30h de avião de Cartagena, a maior a fazer parte do Arquipélago San Andrés, Providência Santa Catalina. A ilha é completa, tem um...
Veja mais...

12 - Parque Tayrona e Santa Marta

03 de março de 2018

Parque Tayrona: A natureza intocada na Colômbia Fonte: Google Nosso ponto de partida foi...
Veja mais...

11 - Playa Blanca - Isla Baru - Cartagena

18 de fevereiro de 2018

Playa Blanca - Isla Baru Apesar de Cartagena ser banhada pelo mar, as praias da cidade não são tão bonitas. Por esse motivo, um dos passeios que...
Veja mais...

9 - Salto de Tequendama

04 de fevereiro de 2018

Voltando de Medellín, tínhamos ainda uma manhã em Bogotá antes de pegar o vôo para Cartagena. Como devolveríamos o carro só ao meio dia no aeroporto, aproveitamos cada segundo...
Veja mais...

8 - Peñol de Guatapé e Hacienda Nápoles

28 de janeiro de 2018

De Medellín a Bogotá Destino do dia: Guatapé, a 1:30h de Medellin. *Lembrando que estamos descrevendo uma viagem realizada em Setembro/Outubro de 2017. Saímos de Medellín ainda pela manhã, pela autopista...
Veja mais...

7 - Manizales e Medellín

23 de janeiro de 2018

Caminho de Bogotá a Medellín Depois de aproveitar muito Bogotá e arredores, fazendo milhões de coisas por lá, pegamos a estrada para Medellín. No nosso roteiro inicial, programamos um giro,...
Veja mais...

6 - Catedral de Sal - Zipaquirá

01 de janeiro de 2018

CATEDRAL DE SAL Considerada a primeira maravilha da Colômbia, a Catedral de Sal de Zipaquirá é um passeio imperdível, bem...
Veja mais...

5 - Museu Botero - Bogotá

29 de outubro de 2017

MUSEU BOTERO Fernando Botero é conhecido por sua linguagem artística baseada na expansão dos volumes. Suas obras, tanto pinturas quanto esculturas são facilmente identificadas por não seguirem...
Veja mais...

4 - Mercado Paloquemao - Bogotá

28 de outubro de 2017

MERCADO PALOQUEMAO Um dos lugares mais peculiares e interessantes que visitamos em Bogotá foi o Mercado Paloquemao. Ele fica na zona oeste da cidade, mais precisamente na Calle 19, na altura da Carrera 27 (em...
Veja mais...

3 - Bogotá

24 de outubro de 2017

BOGOTÁ A surpreendente capital da Colômbia, é também a maior cidade do país, com cerca de 8,8 milhões de habitantes e se revela multicultural e cheia...
Veja mais...

2 - Colômbia - Dicas e Percepções

14 de outubro de 2017

COLÔMBIA Passamos 15 dias rodando (e voando) pela Colômbia no mês de setembro. De lá partimos para ilhas próximas, que formam outros países caribenhos (Aruba e Curação)...mas isso é história pra mais tarde. ...
Veja mais...

1 - Colômbia, Aruba e Curaçao: lá vamos nós!

09 de setembro de 2017

E aí amigos! Temos um novo roteiro no ar. Na próxima sexta (15/09), partimos para a Colômbia (de avião, pelo menos dessa vez). Em toda a parte colombiana do roteiro, teremos mais uma vez a parceria da Lais e do Tiego. Na parte das...
Veja mais...

COPYRIGHT 2021 © Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Orange Tecnologia para Internet