Iniciamos nosso segundo dia em Tóquio tentado entender o funcionamento do metrô. Confesso que deu um certo pânico ao olhar o mapa das linhas e a primeira impressão é de que você nunca vai se achar naquele emaranhado, mas depois que pega o jeito e erra algumas vezes a gente aprende kkk

Nossa primeira parada do dia foi Shibuya. O bairro é conhecido por ter o maior cruzamento de pedestres do planeta.

Outra atração do local é a estátua em homenagem ao cãozinho Hachiko, que tem a história contada no filme "Sempre a seu lado". A estátua fica logo na saída da Estação Shibuya e além dela ainda tem um vagão de trem muito charmoso que completa o cenário no local.

Para acompanhar o vai vem da multidão que passa por esse lugar o melhor local é um Starbucks que fica do outro lado da rua. Então é só se embrenhar no meio do povo e curtir um delicioso café no segundo piso onde tem um janelão enorme de frente para o cruzamento e que consequentemente está sempre cheio, sendo preciso aguardar algum tempo até conseguir um lugar pra sentar.

Saindo do café andamos por ruazinhas bem bonitinhas passando pelo Estádio Yoyogi, o Olímpico de 1964 já em Harajuku, onde fica a Estação de Metrô de mesmo nome, que está em funcionamento desde 1906. Colado à estação está o Parque Yoyogi. O parque é muito bonito, tem um Tori enorme na entrada e muito verde. Ainda abriga em seu interior o Templo Meiji Jingu. Você pode caminhar por várias ruazinhas no interior do parque (que é enorme, tem estrutura com loja de souvenires, restaurante e banheiros), além do templo, que é muito bonito.

Estádio Olímpico de Yoyogi, usado nas Olimpíadas de 1964

Estádio Olímpico de Yoyogi, usado nas Olimpíadas de 1964

Estação de Harajuku

Estação de Harajuku

Estação de Harajuku

Estação de Harajuku

Tori na entrada do Parque Yoyogi

Tori na entrada do Parque Yoyogi

Tori na entrada do Parque Yoyogi

Tori na entrada do Parque Yoyogi

Mapa do Parque Yoyogi

Mapa do Parque Yoyogi

Entrada do Templo Meiji Jingu Templo Meiji Jingu

Saindo do Parque caminhamos até a Rua Omotesando. Rua com muitas lojas de grife e bons restaurantes. Paralelo a Omotesando tem ruazinhas muito charmosas que vale a passagem.

Avenida Omotesando, em Harajuku

Avenida Omotesando, em Harajuku

Que tal andar de kart, fantasiado de Mario, pelas ruas de Tokyo? Pena que precisa de carteira de motorista válida pro Japão

Que tal andar de kart, fantasiado de Mario, pelas ruas de Tokyo? Pena que precisa de carteira de motorista válida pro Japão

Almoçamos por ali mesmo num restaurante de Sushi de esteira no Heiroku Sushi, um dos mais saborosos que provamos.

Desse local pegamos um metrô até a Estação Otemachi, próxima ao Palácio Imperial (que não pode ser acessado pelos turistas). É possível visitar os jardins, mas nesse dia estava tudo fechado. Ao redor da muralha que cerca o Palácio encontramos muitas cerejeiras e aproveitamos para tirar muitas fotos.

Guardinha que se ofereceu para tirar foto do casal.

Guardinha que se ofereceu para tirar foto do casal.

...e depois foi conferir se tinha ficado bom...kkk....eles são demais, não são?!

...e depois foi conferir se tinha ficado bom...kkk....eles são demais, não são?!

E o dia ainda não havia acabado. Saindo das redondezas do Palácio fomos até o Bairro de Ginza onde encontraríamos um casal querido (Kim, brasileiro morando no Japão e a Mai - japonesa) com quem tivemos a vivência da cultura na prática, o que foi muito enriquecedor. Fomos a um restaurante típico próximo a uma estação de trem (abaixo dos trilhos, no cruzamento das Linhas Yamanote e Marunouchi) onde nunca iríamos não fosse a companhia dos amigos. Comemos enguia, kani...etc, mas não tivemos coragem de provar o sashimi de carne de cavalo...kkkk. O cardápio todo em japonês, a rusticidade do local, os frutos do mar vivos expostos, o cheiro vindo da cozinha, os banquinhos de madeira...enfim uma experiência única.

Vista da cobertura do prédio da Dior em Ginza.

Vista da cobertura do prédio da Dior em Ginza.

Jardim localizado na cobertura do prédio da Loja Dior em Ginza.

Jardim localizado na cobertura do prédio da Loja Dior em Ginza.

Seguindo o costume japonês de passar em vários restaurantes na mesma noite, saímos desse primeiro local e fomos até uma rua cheia de barzinhos, restaurantes e muito movimento, embaixo da Linha Yamanote. Optamos por entrar em um restaurante onde se pagava um valor determinado e podia beber a vontade durante 2h....aí já viu...kkkk bebemos uísque misturado com água ou chá (é assim que bebem uísque por lá), licor de ameixa (incrivelmente saboroso), cervejas...ah como os japoneses gostam de cerveja.

Provamos Soba e aprendemos comer da maneira tradicional misturando os ingredientes para o molho, levando a massa até o molho e depois até a boca. E foi aí que descobri o segredo dos japas: eles usam o trigo sarraceno para fazer as massas. O trigo sarraceno é considerado uma semente e não um cereal como o trigo comum, o que faz com que ele seja muito saudável, rico em fibras e proteínas, além de não conter glúten. Nesse local havia uma especie de vitrine na entrada onde o chefe fazia o macarrão na hora e a mão, incrível né?

E para finalizar a nossa imersão cultural saímos correndo do restaurante pois estava no horário limite para pegar o último trem que iria até a nossa estação (já era quase meia noite). Conseguimos chegar até ele, mas entrar foi uma experiência muito louca kkkk. O trem já chegou lotado e tinha um monte de gente pra entrar, desafiando as leis da física, os japas foram se acomodando, se empurrando "com educação" até que entraram todos e nós estávamos no meio dessa confusão. Eu queria muito ter tirado uma foto da situação pra mostrar pra vocês, mas eu não conseguia levantar os braços. Foi nesse momento que me deu o mais épico dos ataques de riso e eu não conseguia nem enxugar as lágrimas que brotavam dos meus olhos porque não tinha como alcançar meu rosto com minhas próprias mãos.

Depois de tanta coisa legal num único dia, chegamos exaustos no hotel, mas torcendo que o próximo dia chegasse de uma vez.

Não esqueçam de curtir o post e de deixar o seu comentário, isso dá vida ao blog e nos orienta quanto as suas preferências.

________________________________________________________________________________________________________________________________

- Siga-nos também no Facebook  e Instagram

- Reserve através desse link a sua hospedagem, pelo Booking.com e receba um desconto de R$ 50,00 em sua estadia.

_________________________________________________________________________________________________________________________________

12 - Kanazawa

10 de junho de 2019

Depois de conhecer a região de Quioto e arredores, nosso plano inicial era seguir para a região de Hiroshima, no sul da ilha de Honshu. Tínhamos programado 3 dias para a ida e volta até...
Veja mais...

11 - Himeji | Osaka

15 de abril de 2019

Falo com toda certeza desse mundo que não queríamos ir embora de Kyoto. Que experiência, meu povo! Mas precisávamos seguir para o próximo destino, Himeji, pra conhecer um dos...
Veja mais...

10 - Kyoto IV

05 de março de 2019

Sétimo dia no Japão, quarto em Kyoto. Como já comentamos em outros posts, usamos muito os ônibus urbanos em Kyoto por ser a forma mais prática de transporte. O Importante é...
Veja mais...

9 - Kyoto III

02 de dezembro de 2018

Sexto dia no Japão, terceiro dia em Kyoto. Iniciamos o dia muito bem, errando a parada do trem !! kkk A intenção era chegar na Floresta de Bambu de Arashiyama, então saímos da...
Veja mais...

8 - Kyoto II

02 de outubro de 2018

Quinto dia no Japão, segundo em Kyoto. Nosso roteiro do dia foi um tanto conturbado pois algumas coisas que tínhamos programado...
Veja mais...

7 - Kyoto I

04 de agosto de 2018

No nosso quarto dia no Japão, seguimos para Kyoto, antiga capital Imperial do país, substituída por Tóquio em 1868. Além disso, Kyoto é a cidade das Gueixas e...
Veja mais...

6 - Tóquio III

30 de julho de 2018

Tóquio III No nosso terceiro dia em Tóquio optamos por conhecer a redondezas do Palácio Imperial. Para isso pegamos um metrô na estação ao lado do nosso Hotel e...
Veja mais...

4 - Tóquio

02 de julho de 2018

Tóquio foi a nossa porta de entrada para o Japão. Esse país com tantos contrapontos, que une o antigo com o novo, o conservador com o moderno, os templos milenares aos prédios tecnológicos atuais. E...
Veja mais...

3 - Tudo o que você precisa saber para visitar o Japão

11 de junho de 2018

O Japão tem como principal característica a numerosa população comparada a extensão territorial. Dessa forma você vai perceber que o país tem muitas regras e a maioria delas são sobre civilidade, viver em...
Veja mais...

2 - Roteiro de 20 dias pelo Japão

27 de maio de 2018

. Planejar uma viagem para o Japão não é nada fácil. A diversidade geográfica, cultural e as peculiaridades desse país tornam a pesquisa e...
Veja mais...

1 - Japão - Planejamento de Viagem

13 de maio de 2018

PLANEJAMENTO DE VIAGEM Quem nos acompanha no Facebook/Instagram já sabe, e quem tem o primeiro contato com a gente pelo site, fica sabendo agora: Acabamos de voltar do Japão. Estivemos na Terra do Sol Nascente...
Veja mais...

COPYRIGHT 2019 © Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Orange Tecnologia para Internet