PLANEJAMENTO DE VIAGEM

Quem nos acompanha no Facebook/Instagram já sabe, e quem tem o primeiro contato com a gente pelo site, fica sabendo agora:

Acabamos de voltar do Japão.

Estivemos na Terra do Sol Nascente durante o mês de Abril, mais precisamente do dia 05 até o dia 24.

A data não foi escolhida ao acaso, já que o nosso plano era visitar o país na primavera, durante a Sakura.

A famosa floração das cerejeiras colore o país e arrasta milhões de japoneses e estrangeiros para os parques e parece que tudo no país gira em torno dela nessa época do ano.

(Ainda) não somos viajantes profissionais, mas adoramos compartilhar nossas experiências de viagem. Quem sabe a gente inspira mais gente a fazer coisa parecida.

Como viemos fazendo nas últimas jornadas, durante os dias de viagem, vamos postando no Facebook e Instagram algumas fotos de cada destino. Na volta, com mais tempo, detalhamos cada um deles, com mais fotos e relatos, aqui no site.

Nesse primeiro post, vamos contar como foi o nosso planejamento prévio e o que você deve saber antes de embarcar para o outro lado do mundo.

POR ONDE IR?

Geralmente, quem vai para o Japão com vôos saindo do Brasil opta por uma escala em Dubai, antes de ir para Tokyo.

No nosso caso, optamos pelo outro lado, e fizemos a nossa escala na California, nos EUA. Em termos de distância, não muda nada.

Nos custos, bastante diferença: enquanto uma passagem direta saindo de São Paulo para Tokyo com a escala em Dubai dificilmente baixa de R$ 4.000, comprando-as separadamente, com um trecho São Paulo - California e o outro California - Tokyo, gastamos pouco mais de R$ 3.000.

Citei o estado porque fizemos um "algo mais". Estávamos devendo uma visita ao Raul e a Fernanda, amigos de longa data que moram em Davis (entre San Francisco e Sacramento). Então fomos até San Francisco, passamos alguns dias na região, nos adaptando a uma parte da mudança de fuso que iríamos enfrentar mais tarde, alugamos um carro e saímos rodando até Los Angeles. De lá, vôo direto até Tokyo. Na volta, vôo até L.A., outro carro alugado pra ir até Sacramento, e mais alguns dias na California pra aproveitar com os amigos. Tudo perfeito.

Fica essa dica: não se prenda a um vôo direto se você já tem o visto americano. Às vezes a escala economiza dinheiro e acrescenta um belo destino à viagem.

VISTO JAPONÊS

Você encontra a lista dos documentos necessários para encaminhamento nesse link.

Encaminhamos o nosso visto através do Escritório Consular do Japão em Porto Alegre.

Nesse escritpório, não precisamos agendar horário para o atendimento, mas eles só atendem pela manhã (das 9h às 11:30h). É só chegar e protocolar os documentos. A resposta leva em torno de uma semana.

No nosso caso, recebemos uma ligação do consulado no dia seguinte ao protocolo, solicitando mais alguns esclarecimentos e comprovações, e como moramos no interior, tivemos que enviar por Sedex.

O processo é um pouco mais burocrático que o visto americano, pra quem já passou pela experiência.

No fim deu tudo certo, e nos deram o visto para 1 entrada, por 90 dias.

QUE MOEDA EU LEVAR? QUANTO VOU GASTAR?

A primeira pergunta é fácil de responder: leve dólares em espécie e troque por ienes na chegada ao Japão.

Praticamente não teve diferença entre o câmbio que fizemos no aeroporto e os que encontramos no centro das grandes cidades.

Troque conforme sua necessidade.

Cartão de crédito é aceito nos hotéis e lojas maiores, mas a economia japonesa é fortemente baseada no dinheiro vivo. Você vai usar muitos ienes no seu dia a dia. Tenha uma niqueleira em mãos, você vai ter muita moeda para carregar.

No nosso caso, pagamos todas as hospedagens (menos a do Mt Koya) e as compras maiores no cartão. De resto, só dinheiro vivo.

A segunda é um pouco mais complicada. É difícil fazer uma estimativa de gastos, já que a quantidade de variáveis é ampla.

Faça-se algumas perguntas:

- Que tipo de hotel ficar?

Hostels são raros. Os mais econômicos são os hoteis capsula, custo médio nos ryokans que são os hotéis tradicionais, ou nos hotéis de negócios, que geralmente pertencem à redes e localizam-se próximos às estações de metrtô/trem?e claro, pra quem vai com dinheiro sobrando, tem muitas opções de luxo;

Optamos pelos hotéis próximos às estações, e pagamos em média R$ 450,00 (lembrando que estávamos na altíssima temporada).

- Em que época do ano ir?

A alta temporada é na primavera e no outono, que são as mais recomendadas para viagem, em função do clima ameno, mas também são bem mais caras. No inverno e no verão as temperaturas extremas dificultam sua vida no Japão, mas te fazem economizar muitos ienes;

- Qual o roteiro escolher?

Tóquio é mais cara e tem opções infinitas pra tudo. A região dos alpes também não é barata. Nas demais regiões que visitamos, os custos não chegam a assustar, apesar de não serem considerados pechinchas. E leve em conta o custo das passagens locais e do JR Pass.

- Que tipo de restaurante frequentar?

Comida barata: Rámen. Custo médio: Sushi. Comida mais cara: qualquer coisa com carne bovina;

Dá pra passar um dia com US$ 50,00, se as opções forem as mais baratas, US$ 100-130 sem exagerar...e o infinito é o limite se você busca luxo. (Custo médio calculado por pessoa)

Nós acabamos nos enquadrando na faixa intermediária em quase tudo. Mas tem opção para todos os bolsos.

PREVISÃO DO TEMPO

O tempo foi vilão em parte da nossa viagem, e nosso aliado em outra parte.

Encontramos muitos dias nublados pelo caminho, apesar de só ter chovido em 2 deles.

Mas nos dias em que o sol era indispensável, conseguimos encaixar direitinho o roteiro, graças à tecnologia e aos apps de previsão do tempo.

É essencial um dia sem nuvens para conhecer o Monte Fuji, para percorrer a Alpine Route.

Gostaríamos de ter ido a Shirakawa-go num dia com o tempo mais aberto, mas aí não teve jeito, fomos com uma garoa leve mesmo, já que era o único dia que dava pra encaixar a visita.

No próximo post, detalharemos o roteiro escolhido e percorrido nessa viagem.

____________________________________________________________________________________________________________________________

Reserve através desse link a sua hospedagem, pelo Booking.com e receba um desconto de R$ 50,00 em sua estadia.

Siga-nos também no Facebook

____________________________________________________________________________________________________________________________

12 - Kanazawa

10 de junho de 2019

Depois de conhecer a região de Quioto e arredores, nosso plano inicial era seguir para a região de Hiroshima, no sul da ilha de Honshu. Tínhamos programado 3 dias para a ida e volta até...
Veja mais...

11 - Himeji | Osaka

15 de abril de 2019

Falo com toda certeza desse mundo que não queríamos ir embora de Kyoto. Que experiência, meu povo! Mas precisávamos seguir para o próximo destino, Himeji, pra conhecer um dos...
Veja mais...

10 - Kyoto IV

05 de março de 2019

Sétimo dia no Japão, quarto em Kyoto. Como já comentamos em outros posts, usamos muito os ônibus urbanos em Kyoto por ser a forma mais prática de transporte. O Importante é...
Veja mais...

9 - Kyoto III

02 de dezembro de 2018

Sexto dia no Japão, terceiro dia em Kyoto. Iniciamos o dia muito bem, errando a parada do trem !! kkk A intenção era chegar na Floresta de Bambu de Arashiyama, então saímos da...
Veja mais...

8 - Kyoto II

02 de outubro de 2018

Quinto dia no Japão, segundo em Kyoto. Nosso roteiro do dia foi um tanto conturbado pois algumas coisas que tínhamos programado...
Veja mais...

7 - Kyoto I

04 de agosto de 2018

No nosso quarto dia no Japão, seguimos para Kyoto, antiga capital Imperial do país, substituída por Tóquio em 1868. Além disso, Kyoto é a cidade das Gueixas e...
Veja mais...

6 - Tóquio III

30 de julho de 2018

Tóquio III No nosso terceiro dia em Tóquio optamos por conhecer a redondezas do Palácio Imperial. Para isso pegamos um metrô na estação ao lado do nosso Hotel e...
Veja mais...

5 - Tóquio II

22 de julho de 2018

Iniciamos nosso segundo dia em Tóquio tentado entender o funcionamento do metrô. Confesso que deu um certo pânico ao olhar o mapa das linhas e a primeira impressão é de que você nunca vai se achar naquele...
Veja mais...

4 - Tóquio

02 de julho de 2018

Tóquio foi a nossa porta de entrada para o Japão. Esse país com tantos contrapontos, que une o antigo com o novo, o conservador com o moderno, os templos milenares aos prédios tecnológicos atuais. E...
Veja mais...

3 - Tudo o que você precisa saber para visitar o Japão

11 de junho de 2018

O Japão tem como principal característica a numerosa população comparada a extensão territorial. Dessa forma você vai perceber que o país tem muitas regras e a maioria delas são sobre civilidade, viver em...
Veja mais...

2 - Roteiro de 20 dias pelo Japão

27 de maio de 2018

. Planejar uma viagem para o Japão não é nada fácil. A diversidade geográfica, cultural e as peculiaridades desse país tornam a pesquisa e...
Veja mais...

COPYRIGHT 2019 © Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Orange Tecnologia para Internet